140 Canais TV

Assistir TV Online
Programação dos Canais ~>
Canal do Youtube
Facebook
Comunidade do Orkut
Twitter
Assistir TV Online HD - No Google

domingo, 23 de dezembro de 2012

Satanismo segundo um ex-satanista

satanismo (35)
Quem é Lúcifer?
Bem, Lúcifer, para começar, não é um anjo caído, mas um querubim caído. Pois é dito no Livro de Ezequiel, que ele era um querubim ungido que guardava o trono de Deus. Muita gente, quando pensa em um querubim, pensa em algum tipo de bebezinho nu, como o cupido do dia dos namorados. Não sei de onde tiraram isso. Na verdade, se você ler o Livro de Ezequiel, e outros livros da Bíblia, os querubins eram poderosos, de grande porte. E a real aparência de um querubim é um gigante, cheio de glória, forte como um touro e duas vezes o tamanho de um homem. E assim que Lúcifer se parece. E por isso que há todo esse folclore de ele ter chifres, a pata rachada e cauda. O que aconteceu com Lúcifer, chamado em hebraico de Hay-Lel, que significa “O iluminado”, foi que ele era o mais brilhante e glorioso de todos os anjos de Deus e estava sobre o trono de Deus. E outros quatro querubins estavam todos ao redor do trono, sendo que ele ficava no topo. Então ele se encheu de orgulho, caiu e se tornou, segundo Ezequiel 28 e Isaías 14, “Satanás”, que em hebraico significa “o adversário”. Então Satanás se tornou o adversário de toda a humanidade.
Obrigada. E o que é o Luciferianismo?
Bem, Luciferianismo é um tipo de satanismo mais leve. Um satanismo “light” e que, basicamente, ensina que Lúcifer é a grande fonte de luz que nos dá sabedoria e a luz da iniciação e que foi escravizado pelos judeus e cristãos ao longo dos séculos. Eles afirmam que Satanás e Lúcifer são dois seres diferentes que se uniram. Então os luciferianos são pessoas que acreditam na luz inalterada da sabedoria luciferiana, mas continuam tentando ser boas pessoas. Ao contrário dos satanistas, que não tentam ser boas pessoas, acreditam que se cultivando e alcançando a imitação luciferiana, eles se tornarão iluminados.
Por que você se tornou um luciferiano?
Bem, foi um progresso natural. Muitas das pessoas com as quais eu estava envolvido, tanto os espíritos-guia quanto meus professores humanos, me direcionaram para esse caminho. Eu me envolvi com
Aleister Crowley, que era um dos líderes luciferianos do último século. E também alguns dos meus mentores disseram que eu precisava passar pela experiência da iniciação luciferiana. E, claro, esse seria o único jeito de eu me tornar um luciferiano.
E o que você fez para se tornar um luciferiano?
Bem, basicamente jurar fidelidade a Lúcifer. Então nesse ponto, já não é a mesma coisa que eu havia feito antes. E, novamente, uma progressão gradual. Antes, eu havia vendido minha alma a Satanás. E neste caso, estava jurando fidelidade a Lúcifer.
Por quantos anos você foi um luciferiano?
Não por muito tempo, porque não demorou muito para que eu passasse do luciferianismo para o satanismo. Então eu diria que foi mais ou menos uns seis meses.
E o que significa o título do seu livro “Lúcifer Destronado”?
Bem, significa que, como uma pessoa perdida, eu tinha Lúcifer governando minha vida. Quando era bruxo, católico, maçom, sempre Lúcifer esteve no comando. Ele estava entronizado em meu coração. E quando nasci de novo, Yahushua ha Mashiach, Jesus Cristo, o removeu do trono. Então Lúcifer foi destronado. E eu queria que o título fizesse a mesma coisa.
E existe algo como um sacerdote luciferiano?
Sim, claro.
Você se tornou um?
Bem, por eu ser um sacerdote que era luciferiano, então sim. Mas, o problema é que todos os satanistas são luciferianos, mas nem todos os luciferianos são satanistas.
Fiquei confusa. Pode repetir?
Tudo bem (risos). Espero conseguir. Todos os satanistas são luciferianos, mas nem todos os luciferianos são satanistas. Então a maior parte das pessoas usa a palavra “lucifieriano” e “satanista” como sinônimas, mas há uma pequena diferença entre elas. O que quero dizer é que todos os satanistas também acreditam que há um lado de luz em Lúcifer. Eles lidam com Lúcifer e Satanás como um tipo de yin e yang. As
trevas e a luz. Os pontos positivos e negativos que fazem o universo funcionar. Eles chamam de “falso Deus” Adonay, que, é claro, não é um nome muito bom para Yahweh, o verdadeiro Deus da Bíblia. Então, sim, eu era um sacerdote satanista e também um sacerdote luciferiano.
Entendi. Então Lúcifer era o mais belo dos anjos e muitos acham que “beleza” e “bondade”, assim como “belo” ou “luz” são sinônimos de “bondade”. O que tem a dizer sobre isso?
Antes de tudo, parece ser enganoso. E por isso que o próprio Jesus nos alertou sobre lobos com pele de cordeiro. E o que é isso? Um lobo com pele de cordeiro está tentando parecer belo. Está tentando parecer uma ovelha bonitinha, fofinha, quentinha e macia para que você queria segurar e cuidar. Mas trata-se de um lobo voraz. Então isso nos dá um conceito de falsa aparência que, seja física ou espiritual, é enganosa. Porque todas as seitas estão por aí e, grande parte delas, parece ser boas igrejas cristãs. Quero dizer, a igreja católica veste essa máscara, os mórmons, as testemunhas de Jeová, o caminho internacional etc. Todos têm uma aparência de bondade e todos crêem que se alguém é mal, tem então uma cara fechada e rabugenta. Mas, infelizmente, a mulher mais perversa que eu conheci era extremamente bela. Ela era tão perversa... nem dá para descrever... era uma vampira. Da pior espécie. E era tão atraente que podia prender qualquer um em sua teia num piscar de olhos. E você estaria morto pela manhã.
Ela era loura?
Sim.
Certo (risos). Só curiosidade.
Nada contra as louras!
Olhos azuis?
Na verdade tinha sim.
Então uma típica deusa hollywoodiana?
Sim, esse é o problema... Temos essa imagem em nossa mente, porque vemos lindos bebês de olhos azuis. Então criamos o conceito de que, por exemplo, os olhos azuis transmitem inocência. Associamos o cabelo loiro à inocência porque muitos bebês nascem loiros, então isso está tão impresso no arquétipo da nossa raça que uma mulher bela e de aparência inocente — assim como também alguns homens — parece
doce, inocente e inofensivo. E algumas vezes não é. Às vezes sim, outras não.
Como as pessoas podem saber a diferença?
Então, como Jesus disse, os conheceremos pelos frutos. Se alguém, como dissemos antes, diz algo que seja contrário à lei e ao testemunho de Jesus Cristo, como diz em Isaías 8, então não há luz nele. Ou se faz coisas ruins. E se alguém diz: “Sou um grande homem de Deus”, casado, mas está indo para cama como uma líder de torcida de 18 anos, então você pode imaginar que não se trata de fato de um homem de Deus. Acho que a melhor atitude é observar a pessoa. E observar, porque não é difícil alguém fingir ser cristão. O autêntico amor ágape de Jesus não flui da pessoa. É forçado. Fica algo como: “Oh, sou um cristão bonzinho, doce e gentil e você precisa me amar”. Algo assim. Fica falso. E a outra coisa é que se você é um cristão verdadeiro, tem o Espírito Santo dentro de você e seu espírito testemunhará para o espírito das outras pessoas. Chama-se de discernimento de espíritos - saber se alguém é um cristão genuíno ou não. Eu já conheci muitas pessoas que eram líderes cristãs renomadas e quando cheguei perto pude reconhecer que se tratavam de uma fraude.
Como soube? Olhou nos olhos? Sentiu algo?
Um sentimento. Tudo isso. Algumas vezes olhei nos olhos, outras, de forma estranha, descobri pelo nariz. Posso sentir cheiro de enxofre.
Oh! (risos) Certo.
Sim, porque acho que o discernimento é o segredo para os tempos que virão. Porque o Anticristo se mostrará muito gentil para as pessoas e elas não imaginam que ele se mostrará como alguém maravilhoso.
Mas vai sim... fará o papa João Paulo II parecer um Saddam Hussein. Se mostrará muito gentil, carismático e atraente e provavelmente já esteja sobre a Terra.
Uau! Você tem algum alerta para as pessoas que ficam no conceito de
“Cristo me disse isso" ou “Deus me mandou fazer aquilo"?
Bem, depende. Claro que quando é algo ruim.
Certo, certo.
Novamente, o mesmo versículo: “para a lei e para o testemunho”. Se o que a pessoa está dizendo não estiver de acordo com a Bíblia, por exemplo, se você disser: “Oh, Deus me disse para roubar um banco”,
sabemos que há algo estranho porque nos Dez Mandamentos tem “não roubarás”. Ou, como já aconteceu comigo pessoas dizendo: “Deus me disse que devo trair minha esposa”. Então fique alerta, pois a Bíblia diz “não cometerás adultério”. Que parte do mandamento você não entendeu? Então, quando a pessoa diz “Deus”, agora obviamente, nem sempre é claro assim. Alguns dizem: “Deus me mandou casar com essa pessoa”. E ambos são solteiros, então não há nada nítido. O que digo às pessoas é que quando você achar que Deus está falando com você, e eu creio que Ele o faz, pois somos suas ovelhas e ouvimos Sua voz, então você deve orar para que Deus repreenda todos os espíritos de mentira e engano que estejam falando com você. E pedir que a Verdade, o poder e o amor inundem seu coração, sua alma, sua mente e se aquele impulso ou impressão ainda estiver lá, então ou é da sua própria mente ou de Deus. Não vem de demônios.
Ótimo. Obrigada. Você aprendeu que Lúcifer era o pai ou irmão mais velho de Jesus. Quem ensinou isso e por que?
Bem, são dois assuntos diferentes. Os mórmons ensinam que Jesus é o irmão mais velho de Lúcifer. Mas, no satanismo, aprendi que o pai de Jesus era Satanás.
Nossa! E todos acreditam nisso?
Não, nem todos. Por exemplo, se você ler a Bíblia Satânica, verá um trecho detestável que diz “Observe o crucifixo. O que ele simboliza? Uma incompetência pendurada”. Alguns satanistas desprezam Jesus e tudo o que ele representa. Outros crêem que Jesus é um grande satanista. E que seu pai, Lúcifer, o matou na cruz para libertar o mundo das cadeias mortas de Jeová. Então há todo tipo de desvio na teologia maligna. Infelizmente, muitas religiões têm isso e dentro do cristianismo é especialmente notório, pois existem muitas denominações cristãs, assim como há muitas denominações satânicas.
Então o que é um satanista?
Um satanista é um luciferiano descarado. Se você é membro, digamos, da Igreja de Satanás, ou de alguma igreja satânica legalmente incorporada, você acredita no egoísmo radical. Seguindo um tipo de filosofia na qual tudo o que é feito é para você. Você é o centro do universo. Se você deseja uma mulher, então a possua. Se quer algo, pegue. E só “me dá”, “me dá”, “me dá”. Alguns satanistas, talvez a maioria, acreditam em um diabo literal. Acreditam que ele é um tipo de anti-herói Miltoriano, que é o símbolo maior da rebelião. Acreditam que, algum dia, irão derrotar o Deus Yahweh e arrancá-lo do Céu e reassumir o trono que um dia foi de Satanás. Porque o livro de Isaías diz que o
diabo tinha um trono, que ele havia sido entronizado por Yahweh sobre esse planeta, mas se rebelou. Então os satanistas basicamente acreditam no egoísmo e, mesmo os satanistas mais gentis, como os da Igreja de Satanás, acreditam que se deva matar gente inútil. Se alguém está velho, doente ou aleijado, mate-o, eles não deve ter mais o direito de viver. Eu vi o homem que é mão direita de Zena Lavey, que se chama Nicholas Schreck em um programa de TV há alguns anos dizendo que, se fosse por ele, entraria nos hospitais dando um tiro na cabeça de todos os internados.
E você acreditava nisso quando estava na Igreja de Satanás?
Não, não acreditava. Eu era mais “bonzinho”. Tive uma boa criação. Mas acho que isso não aconteceu com Nicholas Shreck.
Por que você chegou a fazer parte da Igreja de Satanás?
Bem, eu havia sido apresentado à Bíblia Satânica por esse amigo meu que tinha uma livraria de ocultismo em Milwaukee. E, originalmente, é claro, os bruxos aprendem a tomar cuidado com os satanistas, pois crêem que a Igreja de Satanás é do mal. Mas, ao lê-la, entendi que basicamente os conceitos místicos do livro eram muito similares aos conceitos místicos que aprendemos na Wicca, exceto que eram muito mais honestos e abertos sobre qual era a verdadeira fonte do poder. E tive uma sedução gradativa. Você começa a ler mais um pouco e logo aceita o engano e então quer ler mais. E como o nariz do camelo na tenda. Antes que perceba, o camelo inteiro está dentro da tenda. Entrei em contato com a Igreja de Satanás e eles disseram que me enviariam um boletim para que eu aprendesse mais do que estava nos dois livros. Porque, nesse ponto, eu já havia lido dois livros. Meu amigo tinha o "O Bruxo Completo” e a “Bíblia Satânica”. Então acabei ingressando à Igreja de Satanás em busca de mais conhecimento.
O que é preciso para se tornar um satanista?
Bem, no que diz respeito à Igreja de Satanás, você precisa preencher um formulário e pagar uma taxa, acho que era de 25 dólares quando ingressei. Então você recebe um cartão vermelho de membro e um impresso preto que diz que você é um Membro do Reino dos Infernos. E tem a cabeça de bode e o pentagrama invertido nele. E então, você estuda algumas coisas e para ir adiante você tem que preencher um questionário ainda mais detalhado. E se eles o considerarem “digno”, você se torna um membro do segundo grau da Igreja de Satanás, que no caso de um homem se chama “mago”. Mas, por outro lado, se você quer saber sobre o satanismo de alto nível, é bem mais complicado.
Você contou aos bruxos de nível mais baixo que havia ingressado para a
Igreja de Satanás?
Não, não. Porque sentimos que não estavam prontos para essa informação. É como as camadas de uma cebola. Lembre-se de que a palavra “oculto” significa “escondido”, então a essência de qualquer sociedade ocultista é de que as pessoas de fora não podem saber o que se passa dentro dela, e que as pessoas de dentro não podem saber o que acontece de verdade nos bastidores. E a coisa vai indo até você chegar ao coração da alcachofra.
Hummm! Quais são os diferentes níveis de um satanista?
Não fui além de mago na Igreja de Satanás, mas logo entendi que eram mais ou menos superficiais. A Igreja de Satanás é um tipo de superfície respeitada. Serve como relações públicas. E aqueles que realmente queriam mais eram conduzidos para uma organização mais séria. No meu caso, eu, antes de tudo, fui envolvido... fiquei sabendo por uns comentários, pois não havia Internet nos anos 70, sobre uma organização em Michigan chamada a Ordem do Carneiro Negro. E me envolvi com eles. E de lá fui introduzido à “Irmandade”, que é a cúpula da organização satânica. Eles têm basicamente 10 níveis de iniciação e o mais alto nível é chamado de Ipsissimus, que significa o ápice do egoísmo.
Que interessante!
Significa que você é um deus vivente sobre a Terra. Nunca cheguei tão alto, ainda bem. Mas, de qualquer forma, no alto satanismo existem
10 níveis e eu cheguei até o oitavo.
Você disse que se tornou um sacerdote satânico. O que fez para se tornar um?
Bem, primeiramente, eu tive que ser um padre católico, mas isso já era meio caminho andado. Então, a fim de ser ordenado no sacerdócio satânico e na Irmandade tive que — por fim o grande momento — vender minha alma para o diabo. O que foi muito estranho. Porque havia um lindo parque na cidade nos subúrbios de Illinois o qual me disseram que era de propriedade da Irmandade. A cidade inteira era controlada pela Irmandade. Eles tinham uma mansão lá que era de uma família riquíssima, dona da maior força industrial dos Estados Unidos e que eram satanistas e emprestavam essas mansões para rituais satânicos. Ele era cheio de santuários egípcios e tinha um altar em forma de trapézio gigante no centro do parque. E havia estátuas egípcias, satânicas, ao
longo de todo o parque. Foi a coisa mas estranha que já vi — e olha que já passei por muita coisa estranha na vida. Mas foi em plena luz do dia — um ensolarado dia de verão — e eu fui guiado por esse caminho. E havia carros de polícia ao redor de todo o parque para não deixar as pessoas entrarem.
Por causa do seu ritual?
Sim, por causa do ritual. Eu subi no altar e lá tive que alfinetar meu polegar, assinar meu nome no Livro Negro e vender minha alma ao diabo. E por sete anos ele seria o dono do meu corpo, da minha alma e do meu espírito e eu o serviria. E no final dos sete anos, ele me mataria e me levaria para o inferno. Mas nesse meio tempo, eu poderia ter tudo o que quisesse — mulheres, riquezas, qualquer coisa.
Não ficou nem um pouco preocupado com os sete anos seguintes?
Bom, primeiramente eu sabia que se fosse um bom menino, eu poderia renovar meu contrato, como um jogador de futebol. Mas, além disso, aprendíamos que o inferno era um lugar repleto de orgias sexuais, drogas, rock and roll por toda a eternidade. E isso basicamente... a cosmologia do alto satanismo...a Igreja de Satanás nem mesmo acredita em céu ou em inferno. Acreditam que você mesmo faz seu céu ou seu inferno aqui nesta vida — oficialmente é isso o que ensinam. Porque a Igreja de Satanás não acredita em Satanás. Eles acreditam que Satanás é um arquétipo, um personagem, uma figura ritualizada e dramatizada que você usa como símbolo em drama paranormal. Mas o alto satanismo acredita em Céu e em Inferno. E aprendemos que o Inferno é o local dos mestres, para os que são deuses pequenos que transpõem a Terra. E que o Céu é para escravos, para os fracos. Porque o céu é chato. Tudo o que você faz é ficar em uma nuvem tocando harpa por toda a eternidade, enquanto que no inferno você tem orgias, bebidas, drogas e tudo mais por toda a eternidade.
Entendo. Então por quanto tempo você foi um sacerdote satânico?
Deixe-me pensar, — Ninguém havia me feito essa pergunta. — Provavelmente por uns dois anos.
E o que fazia como tal?
Bem, há certos feriados satânicos importantes, incluindo toda sexta feira à meia-noite, quando se celebra a Missa Satânica. Mas tínhamos diversos rituais. Eu era um satanista também envolvido com a religião de Thelema, a nova religião de Aleister Crowley, então também
celebrávamos o que era conhecida como Missa Gnóstica. Fazíamos toda sorte de rituais. Escrevíamos nossos próprios rituais, porque você é estimulado a fazer isso. É uma espécie de criatividade mística. Mas basicamente fazíamos rituais em dias festivos especiais e realizávamos Missas Negras toda sexta-feira à meia-noite. Então se havia a necessidade de alguma iniciação — porque assim como o batismo no cristianismo há também iniciações no satanismo, em um nível mais baixo que o sacerdócio.
Outras pessoas vinham para suas Missas?
Algumas. E por motivo óbvios, nunca anunciávamos isso. Talvez em São Francisco se anuncie: “Teremos uma Missa Satânica à meia- noite’’. Então, não. Mas talvez alguns do grupo — talvez uns 5 ou 10 no máximo. Assim como em qualquer cerimônia , alguns dias vem mais gente do que em outros. Mas os que eram importantes o suficiente para saber que estávamos fazendo essas coisas, sim, esses vinham.
Poderia me contar a história da Igreja de Satanás e de outros ramos do satanismo?
Bom, a Igreja de Satanás oficialmente teve seu início em 1966. E Anton LaVey naquele ano raspou sua cabeça e proclamou que aquele era o ano Um do Ano Satanás, como temos o Ano Domini A.D., para o ano Um do Nosso Senhor. Bem, ele disse que 1966 era o ano Um, então hoje se você pegar o boletim da Igreja de Satanás, que se chama “The Cloven Hoof” a data dele deve ser AS 39. E basicamente ele começou como um tipo de grupo de estudo. E foi se expandindo porque Crowley ele era um showman, devido à sua experiência com entretenimento. E ele andava pela rua... Ele pintou sua casa na Rua Califórnia... Já deve ter ouvido essa canção sobre uma casa na Rua Califórnia cantada por alguma banda de rock. Ela se refere à Igreja de Satanás, que originalmente era uma velha casa vitoriana, a qual pintou de piche. E ele andava por aí com uma capa de chuva preta e um enorme chapéu e tinha um leão núbio negro, porque havia sido domador de leões antes. Novamente, algo muito teatral. E ele começou a celebrar essas missas satânicas públicas, nas quais havia uma moça nua no local da fogueira que ficava no principal recinto da casa e realizava as missas negras satânicas. Ele conseguiu muitos membros no final dos anos 60 e início dos 70 — era algo imensamente popular. Ele tinha pessoas do meio cinematográfico, como a atriz Jane Mansfield, que era tida como uma deusa sexual, e Sammy Davis Junior era também membro da Igreja de Satanás. Inclusive um dos seus membros era um Boina Verde (membro das forças especiais do exército americano) e que morreu no Vietnã, então LaVey fez seu primeiro funeral militar para um satanista. E também realizou o primeiro batismo satânico, em sua filha Zena. E, como imagina, isso gerou muita publicidade. Ele ficou um pouco
carimbado com o que aconteceu com a morte de Jane Mansfield. Porque o agente de Jane Mansfield achou que o envolvimento dela com a Igreja de Satanás seria publicidade negativa e uma mancha em sua carreira no cinema. Porque há fotos dela com roupas sensuais e ajoelhada aos pés de LaVey bebendo da sua enorme taça satânica. E o agente disse que isso estava denegrindo sua carreira. Então LaVey disse ao agente que parasse de se intrometer em seu relacionamento com Mansfield, mas o agente náo parou. Então LaVey colocou uma maldição nele e lhe disse que era melhor tocar cuidado, ou perderia a cabeça. E advertiu Jane Mansfield para que ficasse longe do seu agente, porque quando uma energia tão forte é lançada, não há como controlá-la. E se você está por perto, também é atingido. Algumas semanas depois eles estavam dirigindo em uma auto-estrada quando foram atingidos por um caminhão com tanta força que a parte superior do carro foi arrancada e ambos foram decapitados, como em uma guilhotina. E a imprensa perguntou a ele: “Você se arrepende de ter feito isso?” Ele respondeu: “Não, pois ele merecia morrer e havia advertido Jane para que ficasse longe dele, mas ela não me ouviu”. Esse é um exemplo típico da ética satânica. Mas o número de membros começou a diminuir e houve um acréscimo nos anos 80 com a onda de satanismo na época, mas nunca tiveram mais de
2 mil ou 3 mil membros em todo o mundo. Não é uma organização muito grande. Mas, novamente, houve um racha. Creio que nos anos 70, o braço direito de Lavey, um homem muito mais perigoso, Lieutenant Colonel Michael Aquino, criou uma ramificação. Ele era o segundo no comando de toda a Igreja de Satanás e fez o racha porque acreditava que era de fato o diabo. Ele acreditava que havia mesmo um deus obscuro e considerava que LaVey estava prostituindo a coisa toda. Então ele deu início à sua própria organização chamada de o Templo de Set. Claro, Set é o nome da versão egípcia do diabo. E Aquino, que era muito inteligente, tinha até Ph.D. em ciências políticas — ele era, talvez ainda seja, do alto escalão da Inteligência Militar das Forças Armadas dos Estados Unidos
— dizia que Set, o diabo, representava o princípio da alienação espiritual. Ele disse que a razão pela qual nos sentimos sozinhos, nos sentimos alienados do resto da natureza, deixamos de nos ver como parte da natureza, como parte do universo, é porque estamos à parte do universo, somos seres superiores porque temos uma essência divina. Ele acreditava que era uma espécie de João Batista para o vindouro Set. Ele até chegou ir ao Castelo Wewelsburg que foi bombardeado em ruínas durante a II Guerra Mundial e em Bavária e em Wewelsburg ficava o templo da S.S., ou seja, o coração espiritual de trevas do Nazismo. Ele foi até lá porque gostava da energia. E Aquino foi ao Castelo Wewelsburge e fez um ritual chamado “Atraído pela noite”. Ele, na verdade, invocava algum deus das trevas que Aleister Crowley invocara na geração anterior, chamado Aiwass, que era basicamente o avatar espiritual de Satanás. E supostamente na época, Aquino foi ungido para ser o porta-voz de Set e,
hoje, o Templo de Set está fazendo algo bem mais dinâmico em termos de teologia satânica do que a Igreja do Satanás. Depois, há a Irmandade, que é uma organização que tem seu principal núcleo em Trieste, na Itália. E a alta cúpula satânica que abrange o mundo inteiro. Possuem líderes nos Estados Unidos, na América Latina e em todos os continentes. Então é uma organização com várias bases. E os principais centros nos Estados Unidos estão em Nova Iorque, Los Angeles, Chicago e em Vancouver, Columbia Britânica. São seus centros mais importantes.
Obrigada. O que mais ensinam no satanismo?
Mencionei a escatologia deles, que acreditam que o diabo destronará o Deus verdadeiro. Acreditam que haverá um Armagedon, uma batalha na qual o diabo virá e usará todas as armas perdidas que estão sob o seu poder — as milhões de pessoas que estão na Terra e no inferno e invadirão o Céu e dará um fim ao Reino de Deus. E Satanás estabelecerá novamente seu trono e governará o universo. Essa é a visão deles do Apocalipse. E acreditam que, pelos últimos 2000 anos, Jesus tem sido atormentado no inferno. Eles não acreditam que Ele ressuscitou dos mortos, e odeiam Jesus mais do que tudo. E complicado explicar, mas acreditam que originalmente Deus e o diabo fizeram um trato, o qual consistia em que todos os homens e mulheres grandes e poderosos iriam para o inferno e que todos os perdedores e fracos iriam para o céu. Mas o que não estava na barganha era que a reputação de Satanás seria difamada. Então Satanás se irou com todas as críticas negativas publicadas pelo povo de Deus e houve essa rebelião no Céu. Essa é a teologia bizarra por trás de tudo isso. É o conceito de que, de alguma forma, Deus apunhalou Satanás pelas costas e Satanás quer seu reino de volta. Isso acontece quando as pessoas fazem algo de ruim contra você e ainda acabarão virando tudo contra você.
Sim, é claro.
E Satanás é extremamente egomaníaco. Ele era, como já disse, o maior dos seres angelicais de Deus. Ele se encheu de orgulho e achou que poderia ser como Deus, o que certamente não é possível.
E por que odeiam tanto Jesus?
Bem, em parte porque Ele representa tudo o que odeiam. Ele representa a bondade e eles valorizam a força. Não que Jesus não seja forte, Ele é.
Nunca irei me esquecer do que Ben Kinchloe disse. Quando ele era jovem e estava na prisão, não queria nada com Jesus porque este era retratado popularmente como um fraco porque era associado a uma
ovelha e vestia túnica. Esse é o conceito popular de Jesus, uma espécie de homem frágil. Um Jesus gentil, manso e brando. Mas as pessoas se esquecem que o mesmo Jesus que pregou o Sermão da Montanha e que multiplicou os pães e peixes é o mesmo Jesus que está vindo, e que vai abrir os céus e a terra e derrubar 200 milhões de soldados com apenas uma palavra da Sua boca. Mas as pessoas não gostam de dizer isso. Elas não gostam de pensar a respeito disso. Gostam do Jesus bonzinho. Gostam do cordeiro, mas não do leão da tribo de Judá. Estou já começando a pregar, (risos) A questão é que Jesus representa auto- sacrifício para os satanistas. Eles não acreditam nisso. Acreditam em fazer tudo apenas para si mesmos. E todo esse conceito de amar o inimigo, fazer o bem... Eles dizem “Bata na face do seu inimigo. Bate bem forte nela e ele irá embora e terá aprendido que não se deve bater em um grande mestre como você”. E uma total inversão. A palavra “Satanás”, “ha Satan” em hebraico, significa “o adversário”. Então, tudo o que Deus é, Satanás não é. E tudo o contrário. O satanismo é uma imagem invertida do cristianismo. Quando o cristianismo vai para determinado lado, o satanismo vai para outro. Então, enquanto o cristianismo faz o bem e ajuda os enfermos, o satanismo diz que devemos exterminar os debilitados. Enquanto o cristianismo defende dar a outra face para bater, eles dizem para esbofetear é mesmo as duas faces do cristão. Esse tipo de coisa.
Que outras mentiras eles pregam?
Eu pessoalmente acredito que a Bíblia Satânica foi recebida por LaVey enquanto estava canalizado. Ela é, na verdade, as palavras de Satanás, pelo menos em parte. Porque eu mesmo já ouvi a voz de Satanás em algumas ocasiões e ela expressa muito do seu caráter. Ele diz: “Você não precisa de um redentor. Você é o seu próprio redentor”. E em outro trecho diz: “Segure o crucifixo. O que ele simboliza? Pálida incompetência pendurada no madeiro”. “Eu pego meu machado e racho o crânio de Jeová e cuspo em seus olhos cegos”. Todo tipo de coisa horrorosa sobre o Todo-Poderoso. Ensinam basicamente que você é uma espécie de deus ambulante sobre a Terra e que se algumas pessoas não saírem do seu caminho, podem morrer. Eles insinuam que praticamente devemos removê-las da frente com uma arma de fogo, algo permitido no satanismo. Eles possuem três rituais. Um ritual de luxúria na Bíblia Satânica, um ritual de compaixão e um ritual de destruição. Você faz o ritual de luxúria se deseja seduzir alguém, independente do sexo. Faz o ritual de compaixão se deseja curar ou “abençoar” alguém — apesar de eu hesitar em usar a palavra “abençoar” nesse contexto. Por fim, um ritual de destruição, no qual você lança uma maldição; é um ritual detestável. E um dos rituais dos quais falei antes, quando tentamos amaldiçoar aquela senhora cristã e a coisa ricocheteou. Inclui as seguintes falas: “Pedimos
ao pássaro mudo do nada que se alimente do cérebro podre da pessoa”. É mesmo muito bizarro. E você deve sentar e diz, na Bíblia Satânica, que você deve estar cego de ódio. Outra vez, os três elementos chaves são entrar em um estado mental relaxado, visualiza o que quer e então colocar o contexto emocional, o desejo por trás disso. E a forma mais básica, você pode lançar a armadilha, todos os sinos, velas nem pentagramas são necessários. É isso que chamam de Magia Mental. Então o satanismo ensina que se você matar como LaVey fez com esse cara, você deve lançar esse raio de energia com todo o ódio possível, todo veneno e sarcasmo que puder imaginar e será como uma bomba nuclear sobre o plano espiritual. Então eles aprendem que não há Deus, inferno ou céu na Igreja de Satanás. Eles aprendem também um tipo de Ayn Rand como éticas objetivas, em outras palavras, egoísmo radical, no qual tudo está voltado para “mim”. Se não for algo que não me beneficiará, então não farei. Coisas assim. Deixa eu me lembrar que outras mentiras ensinam... Devo dizer que ensinam tudo ao contrário do que a sociedade convencional ensina. Se te ensinaram que você deve amar seu próximo, eles dizem para fazer isso se a pessoa merece. Principalmente se for bonita e atraente, você pode até considerar. Se não, despreze-a, ou pelo menos ignore-a.
Como as pessoas se tornam cada vez mais entrincheiradas na Igreja de
Satanás e em todos esses níveis diferentes? O que acontece?
Bem, é um cativeiro espiritual. Uma vez que coloque seu pé lá dentro... É algo engraçado. Anton LaVey nunca pediu que alguém vendesse sua alma ao diabo. Ele diz em alguns dos seus escritos que os cristãos querem almas. Satanás não está interessado em almas. Claro que isso não é verdade. Então a Igreja de Satanás nunca faz isso. Eles nunca enviam uma carta para você dizendo: “Agora é o momento de vender sua alma ao diabo”. Eles esperam até você chegar a um nível mais elevado para fazer isso. Mas, uma vez que você jure aliança ao diabo, conscientemente, isso escancara as portas do inferno em sua vida. É como se você estivesse nu espiritualmente dizendo: “Pode entrar”. E me lembro, literalmente, de estar ajoelhado diante de um altar satânico e implorando aos demônios que entrassem em mim. Porque eu acreditava que os demônios me dariam cada vez mais poderes místicos. Então, a princípio, para mim era uma busca por conhecimento. E, por fim, tratava-se de uma busca por poder. Mas é um paradoxo, pois eu acreditava que fazendo isso estaria ajudando as pessoas. Mas sim acreditava que teria poder para curar as pessoas, criar dinheiro do nada para ajudar meus amigos e minha família... uma das sugestões de leitura na Igreja de Satanás era o filósofo Nietzsche. O conceito do homem e do super-homem. E, é claro, Nietzshe é o filósofo que dizia que Deus está morto. E ele é também o filósofo que dizia que a Igreja é a cova de Deus e
que se você quer sentir o cheiro do corpo de Deus em decomposição, basta ir a uma igreja.
Mas ele estava falando do catolicismo?
Ele se referia a toda forma de cristianismo, o que ele odiava. Então é natural que a Igreja de Satanás goste dele. Ensinavam que podíamos nos tornar um super-homem — não saindo por aí voando com uma capa vermelha e um colant azul — mas tendo poderes sobrenaturais e ajudando as pessoas. Então achei que era esse o meu caminho.
Conheceu pessoas que eram assim?
Bem, não quero adiantar minha história, mas me envolvi com a Illuminati e conheci pessoas com poderes capazes de fazer coisas prodigiosas. Nada tão espetacular quanto isso, mas, sim, conheci.
E a vida delas acabou se tornando cada vez melhor?
Elas acabaram morrendo, mas não morreremos todos? A diferença é que tipo de plano de retiro você terá depois de morrer? Mas, na verdade, a maioria das pessoas sabia que, no satanismo, teria uma vida miserável. Os satanistas não possuem problema algum em relação ao suicídio. Eles diziam que se sua vida está uma droga no momento, então é só dar um tiro na testa. Para os satanista o que mais importa é se divertir, se alegrar, mas não acredito que satanismo e alegria combinem. Eles dizem que se você não estiver curtindo a vida, então você é um lixo inútil e é melhor colocar a cabeça no forno. O conceito de compaixão é completamente estranho para essas pessoas. Não existem orfanatos cuidados por satanistas ou satanistas entregando sopa para os pobres.
E quanto aos próprios filhos deles?
O que quer dizer?
Bem, as crianças ficam doentes...
Bem, LaVey fez algumas gravações dizendo... pois quando o satanismo começou, assim como outros movimentos dos anos 80, eles acharam que deveriam fazer uma declaração pública. Eles diziam: “Os satanistas não abusam de crianças”. “Respeitamos as crianças como um dos maiores dons da natureza. Acreditamos que as crianças são, por natureza, verdadeiros satanistas”. Diziam isso porque todas as crianças são eminentemente egoístas. Acham que são o centro do universo e, psicologicamente, você entende, isso é mais ou menos verdade. Acham
que são o centro do universo, tudo “eu, eu, eu”. Os satanistas dizem que a forma como uma criança de dois anos age é como todos nós deveríamos agir. “Eu quero, eu quero, eu quero”. “E se eu não conseguir o que quero, matarei alguém”. Quero dizer, os bebês não dizem isso porque não são capazes de fazer nada. Então, quanto aos próprios filhos, eles os respeitam e os criam de acordo com o que acreditam ser certo ou errado. Pois até mesmo os satanistas têm algum tipo de ética, apesar de estranha, distorcida e pragmática. Mas ouso dizer que eles não têm problemas em fazer aborto e que achariam estar fazendo um favor se matassem uma criança com algum tipo de deficiência, como a Síndrome de Down. Eles não acreditam que pessoas assim mereçam viver.
Onde os satanistas realizam seus rituais?
Bem, realizávamos os nossos em nossa casa. Oh, puxa, a casa que tínhamos em Milwaukee... Tenho pena das pessoas que moraram nela depois de nós. Um dos que se mudaram para lá depois que saímos morreu de câncer em três meses.
Oh! Que horror!
Isso porque a casa em que morávamos era assombrada. Ela tentou matar, principalmente, a Sharon, minha esposa, em diversas ocasiões. Mas Sharon era mais poderosa e experiente que ela. Certa vez, o forno explodiu bem em sua cara. Coisas assim. Mas essa casa nada tinha a ver com o filme “Terror em Amytville”. Tínhamos uma capela na qual fazíamos Missas Gnósticas, Missas Católicas e de Vampiro, além de Missas Satânicas.
Bastante ocupados.
Oh, sim. Na verdade, cada espaço (risos)... Era uma grande e velha casa azul na Avenida Michigan no centro de Milwaukee, parecia um grande celeiro azul, nós não a pintamos, o proprietário a havia pintado dessa cor e cada espaço da casa havia sido consagrado ao oculto. Exceto a sala-de-estar e a cozinha. Dormíamos no closet — literalmente. Tínhamos ou 6 templos diferentes lá e dedicávamos nossas vidas a isso.
Uau! Puxa!
Éramos completamente, radicalmente, dedicados. Acho que me esqueci da pergunta...
E onde alguns satanistas fazem seus rituais?
Do lado de fora. Porque, assim como os bruxos, eles crêem no poder da natureza. Como, por exemplo, a cerimônia que mencionei e na qual vendi minha alma ao diabo, que ocorreu em um parque. Se podem, os satanistas gostam de realizar seus rituais em encruzilhadas onde há água corrente, no oceano ou em um lago. Sempre que podíamos, fazíamos rituais no Lago Michigan. Há lugares em que, se você estiver no lugar certo e na hora certa, e for um satanista, pode ir a uma mansão de gente rica e poderosa. O que melhor posso ilustrar é a famosa cena do maligno e último filme de Stanley Kubrick, “De Olhos Bem Fechados”. Ela mostra muito bem o que é um ritual satânico.
Sim, creio que muitos não compreenderam o que viram no filme. Sim.
As pessoas acharam se tratar de uma orgia, mas não parecia de fato uma orgia. Não.
Pode explicar um pouco sobre esse filme?
Bem, não sei ao certo, pois parece que Kubrick era ateu, um judeu ateu a propósito, o que é amedrontador. Mas não sei o que ele estava tentando dizer com o filme. Sei que ele, por muitos anos, quis fazer esse filme, baseado no livro de Arthur Schnitzler intitulado “Traumnovelle”, que significa “História de Sonho”. Acho que, no meio do filme, o médico acaba participando dessa festa particular, na qual há todos esses rituais. Tinha um rapaz sentado em um trono, com mulheres nuas mascaradas o rodeando, ajoelhadas em um círculo e havia incenso e cânticos, então todos se retiram e começa uma fornicação alucinada.
Mas de maneira ritualizada. De maneira muito ritualizada.
É o que acontece?
Bem, em alguns casos, sim. Porque depende do tipo de ritual que se está realizando, mas a maioria dos grupos ocultistas que faz parte da função disso é apenas para aumentar poder. E depois há o elemento do desejo. O desejo mais forte que qualquer ser humano pode experimentar é o desejo sexual. Até mais do que o desejo por comida. E então, em um velho e regular círculo de bruxaria branca, todo mundo imaginava isso e começava a dançar. E dançavam muito rápido neste círculo e entoavam cânticos e suas auras começavam a se misturar em um tufão de energia que crescia continuamente, chamado de cone de poder. E, por fim, quando a suma sacerdotisa sentia que já se havia alcançado o máximo da energia, ela gritava “Harryahya e eles disparavam esse cone de energia a fim de que ele fosse curar alguém, ou para o seu propósito designado. Bem, no satanismo é a mesma coisa, mas também sem luvas. A intenção
é elevar a energia através de fornicação, flagelação ou tortura. E no alto satanismo, eles acreditam que as duas melhores formas de se levantar energia para um ritual satânico são através do ato sexual ou matando um animal ou uma pessoa. Pois, mesmo quando um animal é morto, uma enorme quantidade de energia é liberada, pois o animal fica apavorado e muita energia é liberada. E com um ser humano, há ainda bem mais energia liberada. Claro que a Igreja de Satanás e o Templo de Set negam realizar sacrifícios assim, mas quando eu fazia parte da organização, disseram-me que LaVey mantinha leões no porão porque era uma boa maneira de se livrar dos corpos.
Puxa!
Eram servidos como alimento aos leões. O que era uma grande
economia de carne. Por fim ele acabou sendo obrigado a se livrar dos leões, pois você já ouviu o rugido de um leão? É de acordar a vizinhança inteira. Então o Departamento de Saúde o obrigou a doar os leões para um zoológico. Os altos satanistas gostam da idéia de orgias sexuais, pois acabam se divertindo, mas se você quer mesmo levantar energia, o maior tipo de poder, então tem que sacrificar alguém. Um bebê sempre é o primeiro a ser sacrificado, pois possui muita energia de vida. Os bebês têm 60, 70, 80 anos de vida dentro deles. Depois trazem uma virgem e, por fim, um sujeito qualquer.
Onde conseguem todas essas pessoas?
Bem, alguns são sem-teto. Algumas são prostitutas que não sabem no que estão se envolvendo. Outras são pessoas geradas dentro dos grupos — crianças nascidas sem qualquer documentação. Nascem em casa com parteiras e crescem até a idade na qual decidem matá-las. Algumas são seqüestradas, porque os altos satanistas adoram a idéia de pegar um cristão que possam matar, principalmente em dias de rituais de alto nível como na Páscoa ou no Natal. Adoram encontrar uma pessoa que se declara cristã e raptá-la.
Você já participou de algum desses rituais de sacrifício humano?
Não, felizmente não. Mas me envolvi em alguns sacrifícios de animais. Acho que o pior que participei foi quando sacrifiquei um hamster. Ainda me sinto mal sobre isso, porque acho que é algo muito repreensível. Mas não. Ainda bem que Yahweh me tirou disso tudo antes que fizesse algo assim. Mas sabia que, na época, estava caminhando para isso. Falarei mais sobre isso depois.
Estou certa em afirmar que alguns satanistas gostam de realizar seus rituais em depósitos de lixo?
Bem, sim. Mas isso depende do grupo. E como ocorre na igreja católica, na qual há missas nas quais colocam vestimentas da cor lilás, enquanto outros utilizam vestimentas vermelhas ou brancas. E cada coisa tem seu significado. Da mesma forma, se você está realizando um determinado tipo de ritual, ou em algum dia festivo, pode haver diferenciações e alguns grupos satânicos são chamados de neogóticos. São os que gostam de ir em igrejas antigas e usam túnicas, incenso, velas pretas e coisas assim. Como em um antigo filme de horror chamado "As Bodas de Satã" ou outro do gênero. Por outro lado, os satanistas de alto nível fazem algo do tipo como você descreveu e procuram lugares realmente desagradáveis, como cemitérios, depósitos de lixo ou algo da natureza, que seja mesmo nojento e fedorento. Como se houvesse metano sendo queimado e todos esses símbolos. Certa vez, quando eu estava, jogaram dúzias de cachorros mortos sobre a capela, mortos há várias semanas.
Ughh!
Moscas ao redor, um cheiro terrível. Pois Satanás é o Senhor das
Moscas, Belzebu. Então depende do aspecto que estão tentando alcançar.
Por favor, conte-nos sobre sua experiência em uma das luas de Saturno.
(risos) Bem, no meio de todo esse envolvimento, principalmente com o satanismo, eu havia ido visitar meus pais que viviam há 250km de Milwaukee, em uma fazendinha, em Iowa. E algo muito sinistro aconteceu. Por alguma razão, minha esposa, Sharon, não havia ido comigo, eu estava sozinho em minha cama. E de repente... primeiro, eu pensei que fosse um sonho. Sonhei que estava sendo retirado da cama, levitando, atravessei o telhado e voei pelo espaço. Estava voando e, de repente, me aproximei do planeta Saturno. Saturno é o planeta mais fácil de se identificar por causa dos anéis. E, ao chegar mais perto, percebi que estava indo em direção a uma das luas. E, ainda mais próximo, vi que a lua era totalmente negra. Ou seja, praticamente não refletia a luz do sol. Era como um pedaço de carvão. E, ao chegar mais perto, vi que tinha uma aparência feia, a comparação grosseira que posso fazer é com o templo Transyoggothian. Digo, não se parecia com nada já visto neste mundo. Anjos estranhos, coisas parecendo verrugas saíam da superfície, pareciam tumores, e bem, se alguém já esteve no Aeroporto de Denvert, no Colorado, ele é todo preto e coberto de tumores.
Poderia definir Transyuggothian rapidamente para aqueles de nós que não conhecem.
Bem, é um termo usado na magia negra. Literalmente significa “trans Plutonian”, ou seja, a magia vem além do nosso sistema solar. Yuggoth
é o antigo nome do planeta Plutão. O termo, na verdade, vem dos escritos de H.P Lovecraft, e provavelmente falaremos mais sobre isso à frente. De qualquer forma, esse templo tem uma aparência bizarra, com anjos estranhos e as paredes do templo... permita-me descrever, aqueles que já viram o filme “2001: Uma Odisséia no Espaço” e a forma como a superfície modelo do elemento negro que é mostrada no começo, parece uma barra de “Hershey” gigante. Era negro, e nenhuma luz saía dele. Negro ao extremo. E fui guiado à porta dessa coisa, e dentro estava um homem que havia sido uma espécie de meu mentor na Illuminati... Eu não sei se no momento era um sonho, ou uma projeçáo astral, ou se foi uma abdução ou outra coisa, mas ele estava lá vestido com uma túnica branca e brilhante. Eu o conhecia na época como Mestre “M”. Ou seria Mestre “H”, agora não lembro.... De qualquer forma, ele disse: “Bem- vindo à Catedral da Dor”.
Ohhh!
Não soa mesmo muito bem. E eu estava lá completamente nu, no meio do espaço sideral. E ele me conduzia e grandes portas se abriram e rangiam como nos filmes de horror e entrei nessa enorme catedral. Digo, era tão grande quanto qualquer catedral que eu já havia visto, exceto pela luz nebulosa, a arquitetura era muito insana e a única iluminação vinha das paredes, mas no lugar de janelas de vidro colorido, eles tinham paredes de vidro gigantescas, que pareciam um aquário. Com a diferença de que dentro desse aquário flutuavam corpos de homens, mulheres e crianças nus e mutilados. E um tipo de luz azulada saída desse aquário. E essa era a única iluminação, a não ser por velas negras que queimavam. Ele me instruiu a prosseguir e a ficar sobre esse altar. Havia um altar na forma de um grande trapézio feito por vigas mestras de aço entalhadas e enferrujadas. E fui amarrado a esse altar. Não foi nada agradável. Fui ficando meio que nervoso, porque não sabia se era um pesadelo ou não. Pois já havia tido experiências similares, mas nada tão horrendo ou vívido quanto isso. E, de repente, todas essas pessoas saíram usando túnicas negras, e começaram a cantarolar em francês, por incrível que pareça. Começaram a cantar todo tipo de coisas blasfemas como “Deus Blasfemo”, “Viva Satanás”, “Cuspa em Deus”, “Deus seja amaldiçoado para sempre”, coisas dessa natureza. E isso se prolongou por um tempo interminável e senti um forte frio c o poder passando por mim. E, de repente, havia um trono no outro lado tio salão, parecido com o altar de uma Catedral Católica. Era um trono pesado, frito de aço. E sobre ele
estava um pentagrama invertido. De repente, um ser começou a aparecer sobre o altar. No início, era uma luz branca cintilante. Então se transformou em... bem, primeiro tinha a aparência de um anjo, bonito, de cabelos louros, muito atraente e então se transformou em uma cabeça de bode de Mendes. E novamente se transformou, desta vez, em um touro alado. E continuava reluzindo, transformando-se mais rápido do que o olho é capaz de capturar nessas duas formas. Ele se levantou do trono, e era uma figura forte — com uns metros de altura, caminhou até onde eu estava e tinha garras realmente enormes. E eu estava lá, preso de costas. Ele veio em minha direção, colocou suas garras em minha testa e ela emitiu uma luz que parecia uma brasa viva e que penetrou direto em meu córtex cerebral, e as pessoas continuavam cantando aqueles blasfemas ao redor. E ele disse: “Agora, seu corpo, sua alma e seu espírito pertencem a mim para sempre”. E senti uma luz branca cegante encher minha mente, como se alguém estivesse marcando meu cérebro com um metal em brasa viva. Nunca senti uma dor tão forte em toda minha vida. E então, fui empurrado de volta para Terra em um cometa, uma bola-de- fogo, em uma velocidade incrível. E minha cabeça continuou latejando fortemente, e, de repente, penetrei na atmosfera terrestre e aterrissei — BLAM — bem no quintal da casa dos meus pais. E, por incrível que pareça, o que veio à minha cabeça, pois eu estava fazendo seminário na época e sabia um pouquinho da Bíblia, foi um trecho no qual Jesus diz: “Então vi Satanás caindo como um relâmpago dos céus”. E pensei sobre isso. Eu estava literalmente deitado dentro de uma pequena cratera, no quintal, com fogo queimando ao redor, como se tivesse aterrissado de uma nave espacial ou algo assim. Cambaleei até meu quarto. Felizmente, ainda era 2 ou 3 horas da manhã. Minha cabeça latejava como se eu estivesse com a maior ressaca do mundo. E fui para a cama. Então acordei e pensei: “Foi tudo um sonho?” Então saí para olhar lá fora e havia uma cratera no gramado. Meus pais se questionaram que diabos havia acontecido com o gramado deles. Também havia uma cicatriz em minha testa. Então, essa é a história da lua de Saturno.
É uma história única. Obrigada por contar.
(risos). Bem, algumas pessoas costumam me perguntar: “Você estava usando drogas?” Pois eu havia certamente usado drogas alucinógenas no passado. Mas, nessa época, eu não estava mais consumindo drogas.
E muito menos a grama.
Não, certamente a grama também não consumia drogas (risos). Acho que foi uma experiência verdadeira. Foi basicamente a minha
iniciação luciferiana. Eu havia sido “iluminado”, eu diria. Mas com a luz de Lúcifer, e não com a luz de Yahweh.
E foi muito doloroso, também?
Sim, sim. Foi a pior coisa que já me aconteceu na vida, em termos de dor física.
Horrível. Credo! Obrigada! Qual o significado do pentagrama invertido?
Bem, trata-se de uma estrela de cinto pontas, na qual duas apontam para cima e uma para baixo. E pelos últimos séculos tem sido reconhecido como um símbolo universal da magia negra e do satanismo. Está na capa da bíblia satânica. É utilizado em quase todos os grupos satânicos e simboliza o estabelecimento do reino de satanás sobre a Terra.
Mas o pentagrama invertido tem outros significados?
Bem, em termos das polaridades do masculino e do feminino, o pentagrama invertido enfatiza o masculino. O ponto mais baixo simboliza o órgão masculino pendurado. (V) Por outro lado, quando temos um pentagrama virado para cima, isso simboliza a deusa, o feminino, porque você tem uma abertura lá.
Como sabe disso?
Bem, é algo ensinado a todos que estão na bruxaria ou no ocultismo. É um conhecimento muito comum.
Poderia, por favor, contar a história de quando você esteve com um homem muito perigoso, na qual você diz que as pinturas se moveram das paredes.
Bem, acho que já falei desse camarada... não lembro agora... Oh, já sei, foi em um livro que lemos e ele estava envolvido com a O.I.O, que é uma organização crowleyiana de alto nível, uma espécie de magia negra. Ele estava em Chicago e nós em Milwaukee, então estávamos muito próximos. Nós o contatamos e ele nos convidou para irmos a um dos seus seminários. Então fomos. Nunca ouvimos nada tão avançado quanto o que esse cara estava ensinando. Pensei que poderia estudar com ele. Na época, eu era um padre católico romano antigo e ele se ofereceu para me consagrar bispo católico romano antigo. Ele disse que queria que eu fosse passar com ele um ou dois fins de semana por mês, a fim de que eu estudasse com ele. Então começamos, e nunca me esquecerei da primeira noite. Era uma noite de sábado. Ele tinha um enorme apartamento sobre
o Lago Michigan, no 40° andar com plantas estranhas contra a parede. Nenhuma delas parecia com algo que eu já tinha visto. Pareciam que eram de Marte, sei lá. E ele tinha essas estranhas pinturas na parede, parecia arte aborígine primitiva feita por alguém com uma mente suja. Redemoinhos estranhos e tudo mais. Eu lhe perguntei sobre elas e ele disse que eram seus ícones Transyuggothians. Como na igreja ortodoxa, na qual temos esses ícones que acreditam ser janelas para o céu. Bem, ele disse que aquelas pinturas eram janelas para outras dimensões. De qualquer forma, eu estava lá e depois de alguns rituais e de beber alguns copos de whiskey, os quais ele afirmou serem necessários para se levantar alguns níveis de energia... (risos)
Ele realmente havia bebido muito...e também foi ele que me iniciou no vodu. Ele me fez dormir em um futon (colchão japonês colocado direto no chão) na sala de estar, cerca de 1,5m dessas plantas esquisitas. E ele, é claro, foi dormir em seu quarto. E eu estava deitado lá, tentando dormir, e fiquei ouvindo uns grunhidos na sala. Ele não tinha animais- de-estimação. Eu liguei a luz e as pinturas haviam mudado de lugar.
Mmmm!
Ou as plantas mudaram de lugar. Elas tinham uma aparência estranha, como as plantas que a Família Addams tinha, na série de TV, que comiam pessoas e tudo.
Os jarros se moveram? Ou somente as plantas?
As plantas que se moveram. Ele havia me dito antes que a razão pelas quais eram pareciam tão sadias era porque ele sempre ejaculava na água das plantas, então ele as regava com seu próprio sêmen.
Oh!
Bem, ele também tinha um Rosário no bolso, e sempre rezava o
Rosário. Ele havia me dito isso. Ele havia sido ordenado diácono na
Igreja Episcopal.
Puxa!
Além de ser um Arcebispo Católico Antigo. De qualquer forma,
fiquei apavorado. Foi uma das noites mais assustadoras da minha vida. Porque todas as vezes em que eu ligava a luz, a pintura estava em um lugar diferente. Elas quase brilhavam no escuro.
Eram pintadas na parede ou penduradas?
Eram como vasos penduradas na parede. Mas ficavam em coisas de aparência selvagem, primitiva. Algumas delas tinham olhos, que pareciam brilhar. Não dormi mais do que meia hora. Na verdade, na próxima vez em que fui lá, minha esposa Sharon me fez essa casula (vestimenta sacerdotal), uma vestimenta branca, como as que vemos por aí os padres católicos usando, mas com um grande ankh (símbolo de longevidade do antigo Egito) vermelho nela, que é um símbolo ocultista. Eu disse que iria levar comido na próxima vez em que fosse lá, e me cobriria com ele na hora de dormir... eu estava morrendo de medo. E passei a levar um amigo comigo. E esse cara também era homossexual. Ele nunca queria mulheres lá, queria que fossem apenas homens. E ele sempre ficava olhando para nós de forma predatória. Um sujeito muito estranho. Mas, ainda assim, brilhante. Mas provavelmente a pessoa mais maligna que já conheci.
Puxa! Poderia comentar algo sobre as pessoas que são extremamente inteligentes, porque muitos pensam que alguém muito inteligente é sempre uma pessoa boa.
Bem, não necessariamente. Todos nascem com uma natureza caída. Possuímos dentro de nós uma inclinação ao pecado. Só porque você é brilhante, não significa que você tenha princípios morais. Quero dizer, muitas pessoas envolvidas com o regime nazista eram extremamente brilhantes. Veja só Michael Aquino, ele era bastante brilhante. Não é possível ter Ph.D. e ocupar a posição que ele tinha sem ser realmente inteligente. Então essa é a fraude aqui. Existem pessoas santas muito inteligentes assim como pessoas ruins também muito inteligentes. E infelizmente, quando o mal se combina com a inteligência, mencionando Sherlock Holmes, quando temos uma mente criminosa inteligente, então temos realmente uma situação de pavor.
Pode fazer um comentário similar sobre os que se vestem bem, que têm muito dinheiro e que agem como boas pessoas?
Bem, novamente, contrariando a crença popular, a maioria dos satanistas realmente perigosos veste ternos caros e tem lindos cortes de cabelo e é o manda-chuvas de qualquer cidade grande. Quero dizer, posso falar apenas por Chicago, mas sei que os nomes mais poderosos da cidade, pelo menos nos anos 70 e 80, eram satanistas. Eram pessoas bem-vestidas e tidas como os pilares da comunidade. Por isso Jesus diz para não julgarmos pelas aparências. E também disse para termos cuidado com os lobos em pele de cordeiro, porque, obviamente, um lobo em pele de cordeiro parece ser bom e gentil — como uma ovelha.
Qual é a importância de Aleister Crowley?
Bem, já o mencionei diversas vezes. Ele é provavelmente um dos mais influentes, senão o mais influente, mago cerimonial do século 20. Ele nasceu em 1875 e morreu, eu creio, em 1947. E basicamente era um gênio — outro exemplo de um gênio do mal. Ele foi para Oxford e foi criado por um... Aleister Crowley é como a pior versão do filho do pastor. Porque ele foi criado por uma família cristã inglesa muito rígida. Na verdade, a mãe dele era muito rígida e quando ele se comportava mal, ela sempre dizia: “Quando você crescer, será a Grande Besta.” Que tipo de mãe diria isso a uma criança? Então, aos 18 anos, quando foi para Oxford, ele batizou um sapo em nome de Jesus Cristo e o crucificou de cabeça para baixo. Ele era poeta, gostava de escalar montanhas, um mestre no xadrez e acabou se juntando à Ordem do Golden Dawn, que era a sociedade ocultista central no fim do século 19 e início do século 20. Ele se casou com Rose Kelly, pobre infeliz... na verdade, teve 3 ou 4 esposas, e todas acabaram ou se tornando alcoólatras ou se suicidando. E ele levou Rose para passar a lua-de-mel no Egito e passaram a noite de núpcias na Câmara do Rei da Grande Pirâmide, onde ele relatou ter visto uma luz azul circulando o quarto. E depois Crowley a levou para o Museu do Cairo para ver algumas das exposições. E, por alguma razão estranha, ele foi conduzido a uma exposição que ficava no fim do corredor. Era um epitáfio de pedra. Na lei egípcia corresponde a algo grande com algumas escrituras, parecido com a imagem convencional das tábuas dos Dez Mandamentos que Deus entregou a Moisés. E ao se aproximar ele viu que o número do registro na exposição era 666 e achou que era uma coincidência mística.
Então viu que era uma escritura de Ankh-af-Khonsu, que foi sacerdote em alguma dinastia antiga. E Crowley veio a entender naquele momento que ele seria uma reencarnação de Ank-af-Khonsu. E quando foram embora, a partir daquela noite, em 1904, sua esposa começou a entrar em constantes transes, e começou a passar para ele um livro que acabou se chamando “Liber Al Vel Legis”, “O Livro da Lei”. E ele passou a achar que era o novo avatar de uma nova época. Como Cristo foi o começo da era cristã, ele seria o começo da era crowleiana, a Nova Era. E ele deu início a uma nova religião que ele mesmo chamou de crowleynismo... dá para ver que ele não tinha problema de auto-estima. Na verdade, dizia que a maior experiência espiritual que uma mulher poderia ter era fazer sexo com ele. (risos)
Ele era mesmo uma figura. E a principal regra da sua religião era: “Fazer o que tiver vontade é toda a lei.” E por causa da ênfase na palavra “vontade", sua religião também era conhecida como Thelema, “vontade” em grego. Então os seguidores de Crowley também eram chamados de thelemitas. E essencialmente ele espalhou essa enorme sombra sobre o século 20. Basicamente, a Wicca foi baseada em muitos dos seus escritos
e muito trabalho místico tem sido feito desde os anos 50 nos Estados Unidos, na Inglaterra e por toda a Europa. Ele acabou se tornando o líder nos países de língua inglesa da O.T.O. (Ordo Templi Orientes), que é uma sociedade templária e rosacruciana que ensinava o sexo místico. Então ele tinha influência nessa área também. Além de ter sido um maçom de grau elevado. Chegou a um grau tão elevado da maçonaria que brincava: “Um elefante rangeria sob o peso de todas as medalhas, guirlandas e aventais que tenho o direito de usar, devido aos meus feitos maçônicos.”
O que achava dele na época?
Bem, pensávamos que ele era um ser poderoso e iluminado. Considerávamos que ele era para o nosso século o que Jesus foi para o dEle. Porque tudo isso continha muita sabedoria. E era muito detestável. Trata-se de um daqueles paradoxos. Acho que já mencionei antes que eu entrava em transe e pensava que ele falava através de mim. Então confiávamos nele o bastante para deixar acontecer. E muitos dos rituais que fazíamos eram do livro dele. Realizávamos Missas Gnósticas, Rituais de Pré-Natal, e alguns outros. Na verdade, diariamente, fazíamos as Saudações do Sol dele às manhãs, tardes e noites. Não éramos thelemitas oficialmente, apesar de termos pertencido à O.T.O., mas seguíamos muitos dos seus ensinos.
E que conselho daria hoje às pessoas que têm curiosidade pelo que
Crowley escreveu?
Bem, mesmo quando éramos envolvidos, muita gente escrevia dizendo: “Cuidado com o que Crowley escreve”. Porque ele deliberadamente faz algumas coisas de trás para frente apenas para causar confusão na mente das pessoas. Ele lhe dará instruções místicas, que parece uma receita, sobre como fazer um ritual, e nós, sabendo isso, consultávamos sempre os espíritos-guia para, supostamente, nos dizerem o que era certo. Ele deliberadamente colocava armadilhas em seus livros. E se você cometesse o menor erro, tudo explodiria em sua cara. Por magia, você poderia acabar em um hospício.
Credo!
E isso era em nossa geração, nos anos 60 e 70, e hoje, ele é até mais popular do que quando vivo. E muitos dos que estão se envolvendo com Crowley não sabem disso. Eles acabam sendo possuídos por demônios. Ele terminou sua vida praticamente na falência. Quero dizer, passou dois ou três anos da sua vida em um quarto alugado próximo a um cemitério em Brighton, consumindo heroína e comendo ovo cozido. Ele se tornou um viciado em heroína irrecuperável nos seus últimos três anos de vida e se envolveu com a droga porque acreditava que sua “vontade” (Thelema)
era forte o bastante para parar com ela quando quisesse. Mas, obviamente, não era. Então, digo às pessoas que é uma filosofia muito perigosa e anticristã. Toda pessoa que esse homem tocava morria de forma horrível; ou se matava, ou tinha a vida arruinada, ou se tornava alcoólatra ou drogada. Digo, era raro alguém sobreviver de um relacionamento com Crowley, e conheço apenas duas pessoas que conseguiram: Israel Regardie e Frater Achad. Isarel Regardiw foi um psiquiatra que se opunha a Crowley e como ele era judeu e Crowley muito anti-semita, apesar de praticar a Cabala, o que parece mesmo bizarro — então Crowley o chamava de “Oh, aquele hebreu idiota” ou fazia diversos comentários anti-semitas e acabava bagunçando a cabeça das pessoas. E era cruel com elas. De qualquer forma, ele sabia que era importante acabar por completo com a pessoa que estivesse interessado em atacá-lo e se orgulhava do fato de que levava as pessoas ao suicídio.
Puxa!
Ele considerava que se alguém era fraco o bastante para se matar,
então não merecia mesmo viver. Ele se chamava de “o homem mais perverso do mundo” e se orgulhava de ser chamado assim pelos jornais de Londres.
Você tem algum conselho para as pessoas que têm curiosidade de ler a
Bíblia Satânica?
Bem, certamente é um dos livros mais malignos do século 20, e eu lhes aconselharia para não lê-la. Trata-se de um poderoso talismã. Até ter o livro em casa é perigoso. Nós temos uma cópia, mas a guardamos em uma caixa segura. Não é um livro que você gostaria de ler. Porque repleto de ódio lançado em direção às pessoas menos favorecidas da sociedade, ódio com relação a Deus e com relação às pessoas. Eu diria que é uma maneira fácil de inflamar sua alma ler esse livro. Eu adquiri uma porque esse meu amigo me disse para fazê-lo... e acabei lendo. Nunca tive a intenção de me tornar membro da Igreja de Satanás. Mas, um ano depois, lá estava eu. Um ano depois, eu já estava no segundo grau lá dentro. Então, ela é capaz de envolvê-lo. Porque os livros ocultistas têm um poder incrível de atrair as pessoas, elas nem percebem, pois pensam: “Oh, é apenas um livro”.
E muitos pensam assim hoje.
Sim.
Seu testemunho é maravilhoso.
Ela é devastadora e aconselho todos a se manterem longe dela e de livros assim. Sei que muitos ficam tentados pensando “Oh, é proibido, maligna, então quero ler”, principalmente os jovens pensam assim. Mas destruirá sua vida se quiser pagar para ver. Mas, se não, para que ler?
Pode me dar alguma evidência de que ler a Bíblia Satânica torna as pessoas mais violentas?
Bem, muitos assassinos e serial killers, como Richard Ramirez, um dos mais conhecidos, possuem uma Bíblia Satânica com eles. Existem muitos outros assassinos desconhecidos que estão matando mulheres e crianças e que possuem uma Bíblia Satânica. Então é um livro extremamente perigoso.
Você disse que os satanistas acham que o inferno é um lugar legal, mas se acabam descobrindo que serão punidos pelas coisas ruins que fizeram, por que não tentam deixar o satanismo?
Bem, em um grau mais baixo, muitos o fazem. Quero dizer, muitos membros da Igreja de Satanás saem e se convertem. Mas isso, claro, pelo poder do Espírito Santo, pelo poder do Todo-Poderoso Yahweh. Mas os dos níveis mais altos, como eu, que era uma pessoa que tinha intensas manifestações demoníacas, se quiser sair do satanismo, os demônios tornam a vida deles cheia de dores insuportáveis. Eles controlam as áreas do seu cérebro que são responsáveis pela dor, o que leva a pessoa a desejar morrer. Quero dizer, se tentam ler a Bíblia ou se estão prestes a fazer uma oração de arrependimento, os demônios fazem você sentir a maior dor-de-cabeça do mundo. E como um estímulo- resposta que fazem com os animais. E é apenas pela graça de Yahweh e pelo poder do Espírito Santo que alguém podem se libertar dessas coisas. Até mesmo o próprio filho de Anton LaVey, Anthony, foi capaz de se converter, em grande parte através da leitura dos nossos livros. E hoje ele se corresponde conosco o tempo todo. É estranho receber um cartão de natal de Anthony LaVey. Mas é o que acontece.
Que legal!
Então é uma notícia para se prestar louvores. Dá para ver que não sou o único. Recebo diversos e-mails de muitos ex-satanistas que hoje servem com alegria ao Deus Yahweh Vivo e Verdadeiro.
Então se alguém vende a alma ao diabo, como desfazer esse pacto?
Antes de tudo, a menos que se torne cristão, sua alma pertence ao diabo no momento em que nasce, então o pacto não passa de uma piada.
Mas tudo o que precisa fazer é voltar sua vida para Yahushua, Jesus Cristo. E precisa se colocar em oração e libertação. Recomendaria que fizesse isso com algum pastor com experiência no assunto. Eu fiz isso sozinho... mas sozinho pode ser mais difícil porque pode haver algum ataque espiritual. Falaremos disso mais tarde. Apenas ore e confesse que é um pecador. Ore e renuncie os pactos satânicos que fez enquanto membro da Igreja de Satanás e diga que reconhece que isso é do mal, que não quer ter mais nenhum envolvimento e que se arrepende das coisas que fez. E então peça a Jesus para entrar em seu coração e ser o Senhor da sua vida, para que perdoe os seus pecados e o liberte do poder de Satanás. Ele o fará. Nesse instante, a pacto com Satanás é quebrado. Isso não significa que você não venha precisar de algumas orações para libertação depois disso, mas em relação ao seu destino eterno, o pacto está quebrado.
Algum outro conselho para os satanistas?
Bem, precisam se arrepender. Precisam sair disso. Porque, francamente, estão do lado derrotado. Quero dizer, as Escrituras nunca erraram sobre profecia alguma que conste na Bíblia. Então, apesar de estarem equivocados a respeito do último livro da Bíblia, devem entender que no Livro do Apocalipse é dito que todos os mentirosos, fornicadores e feiticeiros que zombam de Deus acabarão sendo lançados no fogo do inferno, juntamente com o diabo, e com os seus anjos caídos. E não quer que isso aconteça a si, pois é um destino horrível que ninguém é capaz de imaginar. Mas é o destino certo para os que voltam as costas para Jesus Cristo e para o Deus Yahweh.
Que conselho daria para as pessoas que conhecem alguém que é satanista?
Bem, correndo o risco de parecer mercenário, sugiro que compre meu livro “Lúcifer Destronado”, pois se trata da minha autobiografia. É um panorama sobre o satanismo moderno. E tem um longo capítulo ensinando como testemunhar, como ministrar a alguém que está no satanismo e conduzi-los ao novo nascimento. Mas, sendo breve, meu conselho inicial seria que você começasse a orar por essa pessoa e amarre os espíritos em nome Yahushua, Jesus Cristo, pois eles lhes dão poderes ocultos. Essa é a melhor coisa a se fazer, porque se eles perceberem que há uma força muito mais poderosa que a dos demônios que parecem lhes dar tanto poder, vão acabar chacoalhando a jaula na qual estão presos. Porque elas ficam condicionadas, pelo treinamento que recebem dentro do satanismo, a quererem poder, mesmo que não seja o melhor motivo imediato, acabarão deixando o satanismo de lado para tentar descobrir o que está acontecendo. E se descobrirão sendo conduzidas à Cruz. Permita-me compartilhar uma coisa rápida que ouvi de Henry Gruver,
um verdadeiro guerreiro de oração. Ele diz que quando se depara com um satanista ou com lugar usado para rituais satânico, ele ora para que todos lá, satanistas, bruxos, druidas, seja o que for, sejam confrontados pelo poder e pela glória de Yahushua, que de alguma forma os vejam. E ou eles ficarão tão apavorados que dobrarão seus joelhos e adorarão ao Yahweh Todo-Poderoso ou fugirão de tanto pavor e nunca mais retornarão. Essa é uma boa oração.
Postar um comentário